quarta-feira, 30 de junho de 2010

Entende?


Aquelas pessoas sempre foram assim!?
Talvez você é que as visse de outra forma.  Será?

Você está um pouco assustado? Ou muito?

As vezes mudanças chocam,
ou melhor sempre chocam...

Veja o lado legal:
Você pode achar que seja só decepção,
por outro lado houve varias revelações.

Você achou que já tinha visto o filme ou a novela?
mas outra história se desenrolou...

Finais são sempre surpreendentes,
mesmo quando esperados,
nos tocam!

As partes chatas só estão lhe fazendo
enxergar melhor as partes boas...

Entende?
.

Abraçe a sua loucura antes que seja tarde de mais...


[Caio Fernando Abreu]

terça-feira, 29 de junho de 2010

900 km depois...



Para tudo na vida não há regras. Não existe um manual, nem o certo nem o errado. Não tem como você prever. No caso, a minha propria imaginaçao desnorteia-me; E essas limitações iniciam-se na minha própria mente...


[dia cansativo, viagem longa, trabalho, sentimentos conflitantes]


segunda-feira, 28 de junho de 2010

então me abraça forte...


Eu coloco as coisas nos seus devidos lugares! Quando tenho tempo, óbvio, porque faz parte de mim... E atualmente, ando colocando ideias no rumo, no prumo; pelo menos tenho me dedicado bastante pra que isso ocorra. Porém, o que me desconcerta é a ideia de que as coisas fogem do meu controle. CLARO! É impossivel manter tudo sobre o nosso controle... mas isso me dói tanto; essa limitação humana que deveria soar como constatação ainda me tortura.
E é aí que entra a IMAGINAÇÃO, que diga-se de passagem é parte fundamental[essencial] no processo, porque é ela quem faz com que sejamos fortes, imortais, imbatíveis e muda os fatos com a simplicidade do pensamento, tornando-os passíveis de assimilação, antes mesmo que pensemos. Ela nos torna senhores de nossas vidas e quanto a isso não há nada, nem ninguém que possa conosco; é neste ponto que acreditamos na beleza de nossos fatos e historias! E porque não de nossas fábulas?
Fazemos com que acreditem [e principalmente nós mesmos] que TUDO é realmente do jeito que queremos;
 
[¨ incrédula lucidez ¨]
 
O fato é que o mundo é mais colorido quando acreditamos que é do nosso jeito, que, supostamente, temos o poder de controlar nossas vidas; e isso até certo ponto faz bem porque tudo na medida certa é benéfico, o que atrapalha é o excesso!

Sentir-se forte leva ao fortalecimento...
 
E agora, me parece que o vento está diferente e isso sempre me soa como pressagio de mudanças... de tudo que está começando a acontecer: é só sentir!
Saia na rua e “olhe” o vento, digo olhar porque se faz com a alma. Sinta seu cheiro, porque da mesma maneira que ele indica chuva, indica uma série de outras coisas. É como tudo na vida, e eu, repito sempre: ta ali, pra quem quiser ver! É só querer!
As mudanças podem até não ser beneficas, entretanto são necessarias! E mais, independem da nossa vontade...

Mas então pra que esse medo todo?
 
Relaxe, repita comigo: R-E-L-A-X-E-! Respire fundo: inspire e expire, suavemente. Ventile sua cabeça, deixe-se fluir...
 



Então me abraça forte...
         
não pergunte nada!




Só me abrace...!

.

domingo, 27 de junho de 2010

Valentine's Day


Acabei de assistir 'Valentine's Day' ou "Indas e Vindas do Amor" como foi traduzido por aqui... Agora até que faz um pouco mais de sentido essa tradução, já que de literal ela não tem nada.
É um filme daqueles água com açucar como já era de se esperar... Julia Roberts linda como sempre, mas eu sou suspeito pra falar sobre ela. Elenco de peso por ter vários nomes de peso no circuito Hollywoodyano numa história longa porque conta simultaneamente varias histórias para traduzir que o amor é diferente para todas as pessoas, mas que não importa o lugar, não importa o tempo, tampouco a idade... todo mundo busca alguém para dividir seus momentos.
Uma lição boa do filme é que devemos aprender que os momentos não são só bons. Não podemos esquecer que há os momentos ruins e que quando se gosta de alguém se GOSTO DO TODO e não só das partes boas... Você gosta POR INTEIRO.
Se você é desses, que como eu, se emociona em filminhos bobos de amor, eis aí um prato cheio...
E é claro, tem o tapinha no meio da fuça pra ver se você aprende certas coisas, óbvio! Mas uma coisa eu confesso, teve uma frase específica que o efeito foi bem mais forte, bem mais devastador... E acredite não foi o VAMOS FICAR NÚS do final!
Não entendeu a piadinha? Assista o filme que eu garanto que você vai entender...

sábado, 26 de junho de 2010

até quando?

O fato é que ambos sabemos que ele não é o que pretende aparentar, profissional, comprometido, um distraído. E ele me conhece o suficiente para saber que eu poderia até receber um estranho, mas nunca abriria a porta para alguém que de fato quisesse entrar. Nunca. E a pergunta que sempre fica é: até quando?

quinta-feira, 24 de junho de 2010

o medo do pânico...


Fazia tempo que não precisava a recorrer aos meus remedinhos. Sim eu tenho os costumeiros, mas aqueles “sossega-leão” eu não fazia uso há certo tempo. Remédio sublingual para efeito imediato e direto então... somente em casos extremos. Essa noite atingi um extremo do meu psico, e confesso, estou a beira de um colapso total. Só sei que não desejo isso à ninguém, nem àqueles que eu possa ter um desafeto. Ninguém merece a sensação de impotência que se sente.
Taquicardia, de falta de ar, tremor, MEDO, fraqueza nas pernas, ondas de frio ou de calor, tontura, sensação de que o ambiente está estranho, aquela sensação descrita como DESREALIZAÇÃO, de semelhança com um infarto ao acordar com o coração disparando e sobressaltado, mas sem sombra de dúvidas, a sensação de iminência da morte é o que mais assusta. Obsessividades contínuas... é uma experiência de ansiedade levada ao extremo mas que não é aparente, não é palpável.
A Síndrome do Pânico ou Transtorno do Pânico como algumas pessoas gostam de chamar, pode ser materializada pela FOBIA SOCIAL que, definitivamente não é legal. E aí meu caro, recorra a quem pode lhe ajudar: Frontal, Rivotril, Lexotan, Anafranil, Prozac, Aropax, etc., são dezenas de remédios diferentes e cada pessoa reage de uma forma, os organismos não são iguais, e há aqueles que precisam de uma combinação dos psicotrópicos...

quarta-feira, 23 de junho de 2010

e a verdade?


Você nunca terá verdade absoluta, apenas impressões e expressões. Provavelmente superficiais; Somos suspeitos quando o assunto a tratar é a nossa própria vida, temos apenas um ponto de vista que ainda pode ser deturpado da realidade, muito intimista e extremamente tendencioso;

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Por que escrevo?



"Por que escrevo?
Porque é a minha vingança contra todas as palavras e sensações que morrem todos os dias mostrando pra gente que nada vale de nada.
Toma esse texto, o único lugar seguro e eterno pra gente."

.
[Tati Bernardi]

domingo, 20 de junho de 2010

sonho secreto;


"Sabe qual é meu sonho secreto? Que um dia você perceba que poderia ter aproveitado melhor a minha companhia. Que um dia imagine o quanto teria sido ótimo estar ao meu lado, mesmo quando eu estava gripado. No entanto, sei que você está cada dia mais fugidio. E eu me limito a me surpreender com as circunstâncias da vida. Que me levaram a viver esse papel: o do homem que quer mais um pouquinho. Constrange-me existir nesse personagem Chico Buarque, dolorido, bonito sendo assim, meio tonto, meio insistente, até meio chato. Nunca precisei aborrecer ninguém antes, então atuo por instinto, cansando-me facilmente. E que fique claro que não é por estar você dessa forma, tão esquivo, que o desejo tanto. Desejo-o porque desejo. Estúpido. Latino. Bethânia. Ainda creio que você, quando eu menos esperar possa me chegar com um verso em atitude."



[Aritmética, Fernanda Young]

sexta-feira, 18 de junho de 2010

uma dor silente de um adeus disfarçado de até breve...


Desisto de tentar entender essa loucura; Não vou mais tentar explicar-lhe o que sinto através das palavras e gestos, as vezes tudo beira o inexistente ou imaginário. Sonhei muitas vezes em brincar no teu corpo, fazê-la repousar em meu peito. Juro, desejaria entendê-lo ao menos uma vez, ao menos por uns instantes... Saber por quê tanta relutância, por quê tanta mudança, por quê tanto receio? Aflito, vou calar-me diante da incapacidade de fazê-lo compreender que você pode ter o melhor de mim de todas as formas que quiser e desejar. Por vezes, sou mais teu do que de mim... talvez esse seja o erro. Mas eu entendo, não adianta construir sem antes erguer um forte alicerce... Por quê eu insisto em não ouvir quando me falam que você não sabe o que quer? Será que é por que eu DECIDI que te quero? Alias, será que eu sei o que eu quero? Eu decidi?  O pior é esta estranha sensação sempre emerge: magoa, fere, dilacera. E eu sofro em silêncio, mudo, calado pro externo.
Incrédulo, observo. Te observo... à distância. Um choro sem grito, uma dor silente de um adeus disfarçado de até breve. Que tem sido cada vez mais constantes, cada vez mais perdas disfarçadas. Talvez seja essa uma das piores angústias que a vida pode nos proporcionar além da perda. Insisto que sofro com a dúvida e trabalho bem com certeza, sejam positivas ou negativas. O concreto é palpável, por isso trabalho de uma maneira mais rápida e indolor, pois é objetiva;
Eu ainda luto contra essa bobagem de criar pseudo expectativas, mas não sei ser diferente. Queria tanto aprender... Essa pesença diária da tua ausência que incomoda. Eu não agüento esse eterno não saber. Insisto: enquanto as certezas podem doer momentaneamente a dúvida me corroí por tempo indeterminado e talvez com feridas que se tornam permanentes.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

bien o mal...


Hoy estoy muy lejo de la persona que quiero ser. Pero mismo con poca experiencia que tengo aprendí que cuando mis deseos se extienden a los otros, mi comprensión  es mucho más clara. Lo que todavía me frena es mi propio ego. Veo mis tendencias, veos mis puntos débiles, y estoy intentando revertir mi proclividad y mantenerme concentrado en lo que es importante. La respuesta es que en la mayoría de los casos no tenemos como base nuestra experiencia, pero decidimos aceptar la experiencia de otras personas y su propia decisión de lo que está bien y lo que está mal. Alguien que antes de nosotros ha pasado por la situación y que presumiblemente sabe más que nosotros. Muy pocas de nuestras decisiones diarias sobre lo que está mal y lo que está bien son hechas por nosotros mismos y basadas en nuestra propia experiencia y entendimiento. Y esto es especialmente verdadero en los temas importantes. Esto explica porque hemos desistido de controlar determinadas áreas de nuestras vidas y determinadas cuestiones que surgen dentro del campo de nuestra experiencia, porque nosotros no queremos tomar decisiones. Pensar es difícil porque en muchos casos seriamos obligados a confesar que no tenemos respuesta, que no sabemos si está bien o si está mal. La mayoría de las personas no quierem pensar y prefierem dejar este trabajo para las otras. Viven en función de los otros. La gente solo se preocupa a partir del momento que algo les afecta, simpre...

terça-feira, 15 de junho de 2010

Tudo que eu queria te dizer...




 

Oi, Leilinha,

Que imagem feia você tem de mim, minha flor. Todos possuem seu próprio demônio, eu sou o seu. Aliás, eu sou você. Não poderia fazer parte da sua vida como um intruso, você me acolheu ao nascer, somos feitos da mesma matéria. Vai querer me expulsar no bem-bom, justo agora que você é mulher adulta? Pense bem, sua vida ficaria um tédio sem mim. Eu sou o que te faz levantar da cama todos os dias, boba. E o que te faria deitar tantas outras, se você não fosse tão resistente aos meus apelos.


Que vulnerável você está, meu bem. Sofrendo por bobagem. Como se eu fosse seu inimigo. Eu sou a única coisa viva que você tem. Não fosse eu, você seria uma boazinha, uma fofa – pode coisa pior?

Algumas pessoas até conseguem me abafar, mas usam métodos mais eficientes do este seu de pedir – pedir santa ingenuidade! – para eu ir embora. Você não reza, pra começar. Se quisesse mesmo que eu desaparecesse, você rezaria, mas não reza, graças a Deus. Não suporto essa gente que junta as mãos, fecha os olhos, abaixa a cabeça e fica falando baixinho, num cochicho irritante. Elas se matariam em troca de um pecado, quem lhes dera um erro em suas vidas. Inventam que tudo é coisa do demo – coisa minha – para terem do que se orgulhar aos domingos. “Pequei, padre!” Devem achar isto excitante. Que pobreza.

Dessas eu me afasto mesmo, não suporto falsidade. Mas você não reza, princesa, então tem salvação.

Você apenas pede, numa cartinha singela, que eu a deixe em paz. Só faltou escrever “vade-retro”. Mas você não escreveu, não cometeu esse deslize abominável. Você me quer, amada. Você me deseja ardentemente. Você adoraria que eu tomasse conta de você. Pelo menos foi isso que eu entendi naquela sua última frase. Simpatiza comigo? Ora, você me ama. O que demonstra que tem um Q.I. razoável. Vamos namorar?

Agora que você está mais mansinha, vamos deixar de viadagem e ir ao que interessa. Ao que te interessa. Se quiser que eu tome posse, eu tomo. Te ajudo a quebrar os enfeites da casa, a pegar estradas e não voltar, a se deixar seduzir por trombadinhas. Qualquer problema, você joga a culpa em mim, eu seguro a onda.

Mas há maneiras de fazer isto sem tanto estardalhaço. E sem tanto medo. Vem cá, bonitinha, se aproxime.
Há quanto tempo você não se sente mulher? Mulher e demônio são uma coisa só, você sabe. Deixa eu ver este rostinho. nossa, quanta melancolia neste olhar. Você está perdendo as forças de tanto resistir a mim. E eu nem sou tão malvado assim, garota. Meu papel é de apenas estimular a sua liberdade, porque não é possível alguém ser escravo do bom comportamento o tempo todo. Pense bem: você tem a mania irritante de atender a todos os telefonemas, todos. Não atenda. Deixa tocar de vez em quando, não interrompa o que estiver fazendo, mesmo que esteja deitada no sofá olhando pro teto. Não dê atenção ao chato que está chamando. E se você esqueceu o aniverário da sua irmã, esqueceu, ora. Sem drama. Não caia no papo chantagista dela, todo mundo tem o direito de esquecer de algumas datas, mande ela pentear macaco. E quando não estiver com vontade de dizer a verdade, minta. Quer trocar uma tarde de trabalho por um banho de piscina, o que te impede? E se quer ter sexo com alguém diferente, a mesma pergunta: o que te impede? Sou o seu avalista, meu bem.

E pode exagerar na conta. Tenho certeza de que suas fantasias são mais radicais do que estas bobagens que te propus. Você é muito mais imaginativa do que eu, todas vocês são. Quer sumir por uns dias? É só deixar um bilhete, sumirei por uns dias, tem carne congelada na geladeira. Isso da carne congelada vai amenizar o golpe. Tudo o que uma família precisa é ser alimentada. Nem vão dar pelo seu desaparecimento. Puf. Mamãe evaporou.

Enxugue essas lágrimas inúteis, levante este queixo e vá tratar da vida. Faça tudo o que deseja fazer. Você acha que depois de morta vai ganhar bônus? Uma prorrogação para tentar sair desse empate? Esqueça o empate. Vença. Perca. Ofereça a si mesma algum resultado.
É você mesma que assina. E eu.



[Martha Medeiros - Tudo que eu queria te dizer]


.
..
...
PS¹.: Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.
PS².: O texto é INTEGRALMENTE de autoria de Martha Medeiros, mas os grifos são meus.
...
..
.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

o preço compensa?


A autora dispensa comentário e quem me conhece sabe da admiração que dispenso a ela. Quanto ao texto,  foi, durante muito tempo, a descrição do meu profile no orkut justamente por eu achar que me caia como uma luva. Tirando as partes que foram estrategicamente suprimidas transcrevi com os meus grifos, deixando a interpretação por sua conta...
.


Sou cheio de manias.
Tenho carências insolúveis.
Sou teimoso.
Hipocondríaco.
Raivoso, quando sinto-me atacado (...)
Mas não imponho a minha pessoa a ninguém.
Não imploro afeto. [?]
Não sou indiscreto nas minhas relações.
Tenho poucos amigos,
porque acho mais inteligente
ser seletivo a respeito daqueles que você escolhe
para contar os seus segredos.
Então, se sou chato,
não incomodo ninguém que não queira ser incomodado.
Chateio só aqueles que não me acham um chato,
por isso me querem ao seu lado.
Acho sim, que, às vezes, dou trabalho.
Mas é como ter um Rolls Royce:
se você não quiser
ter que pagar o preço da manutenção,
mude para um Passat.
[Fernanda Young]

.

domingo, 13 de junho de 2010

Dawson's Creek


"Eu tenho medo que eu vá terminar sozinho,
eu tenho medo de sempre ser melhor amigo de alguém,
ou irmão,
ou confidente,
mas nunca alguém tudo."

.

você vai ver...


O tempo vai passar você vai ver
Então por que já não saber de vez?
Você está tão longe de entender
O que eu falo bem diante de você
Você diz: - tudo bem, depois faz diferente...

sábado, 12 de junho de 2010

Share the love by Armani Exchange

Would you please fall asleep holding my hand...

Esse ano eu vou quebrar o meu protocolo. É, depois de alguns anos não vou fazer o meu previsível post de I hate VaLenTine’s day, mas isso não é porque a minha condição mudou, tampouco porque alterei o meu status quo. Não, longe disso. Talvez tudo pudesse ser diferente, mas não é tão simples assim. Não é desta vez que vou colocar um ponto final naqueles quesrtionamentos antigos. Porém, acho que estou no caminho certo. Tenho feito grandes progressos nestes últimos anos, tenho percebido que ser feliz é uma exigência razoável e não é tarefa tão complicada. Faça a sua parte e vamos ver o que acontece...

.
.


.
I hope you'll understand
That I can't always come when you call
Understand everybody has their faults
Please understand not to worry who I'm with or what I do
Cause I understand that I'm in love with you
Do you understand that I'm in love with you?

.

I keep our song on repeat
On my ipod, even when I sleep
And in my dream I'm holding you
Alone on an island just us two
.

.
The last guy had me so wrong
He kept complaining I was away too long
Don't treat me that way cause in your head
You've got to trust me I won't be led
.
 .
I hope your mind ain't working overtime
I hope your memories
are full of good times with me
Don't trip if right now I can't answer the phone
Cause you know that soon I'll be coming home
.


.
Do you understand
Cause I understand
Do you understand
that I'm in love with you boy
I'm so in love with you, so in love with you
Cause I understand
Do you?
Do you understand that I'm in love with you
Do you understand I'm in love with you
.
[Joss Stone]
.
.
.
.

Would you please fall asleep holding my hand...


sexta-feira, 11 de junho de 2010

i have to believe...

APRENDA


Não me irrita,
porque se não
você vai acabar perdendo
alguma coisa...

[Tati Bernardi]

o que me importa?


O que me importa
Seu carinho agora
Se é muito tarde
Para amar você...

O que me importa
Se você me adora
Se já não há razão
Prá lhe querer...

O que me importa
Ver você sofrer assim
Se quando eu lhe quis
Você nem mesmo soube dar
Amor!...

O que me importa
Ver você chorando
Se tantas vezes
Eu chorei também...

O que me importa
Sua voz chamando
Se prá você jamais
Eu fui alguém...

O que me importa
Essa tristeza em seu olhar
Se o meu olhar tem mais
Tristezas prá chorar
Que o seu!...

O que me importa
Ver você tão triste
Se triste fui
E você nem ligou...

O que me importa
Seu carinho agora
Se para mim
A vida terminou
Terminou! oh! oh! oh!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

nostálgico.

Não adianta planejar, correr, fugir, ou até mesmo tentar encontrar, porque tudo acontece no momento exato em que precisamos e não de acordo com as nossas vontades.
Às vezes esquecemos que estamos sujeitos a uma ordem natural e nesse mundo e que acontece independente da nossa vontade, e é por isso que nos surpreendemos tanto com os acontecimentos diários.
Temos a falsa idéia de que controlamos tudo, e no fundo sabemos que isso esta longe de ser verdade, mas é aquela velha historia de que uma mentira contada muitas vezes passa a ser verdade! Tudo depende do nosso poder de convencimento, claro! E não poderia ser diferente, confesso.
Mesmo assim eu continuo me surpreendendo, fico meio perplexo no momento, quase que perdido, catatônico, sem saber o que fazer nos primeiros 5s. Digo 5s porque são mais que suficientes pra que possamos cair fora da realidade e começar a falar mais do que o necessário tentando se adequar ao ambiente;
É no mínimo engraçado tudo isso. Eu paro e analiso tudo aquilo que fazemos e, é claro que depois de ter feito e falado tudo que não devia vejo como somos relapsos, e perdemos ótimas oportunidades de ficarmos quietos, e o desenrolar da situação mostra tudo que precisamos saber pra nos dar bem, mas ignoramos todos os sinais sem a menos pensar em acreditar em qualquer coisa. Mas é a vida, faz parte do crescimento: ou você acredita nela ou vive como achar melhor, seja lá como for isso... Só queria que algumas coisas fossem INESQUECÍVEIS pra todo mundo e, não apenas pra mim, mas ENFIM, que seja eterno enquanto dure, seja pra mim ou pra você ou pra nós! Que seja, apenas...

quarta-feira, 9 de junho de 2010

espero que isso te faça feliz...


parabéns!
se a intenção era ferir,
fazer doer,
criar um motivo pra que eu fosse culpado,
já tens o seu motivo para comemorar...

proteção?


Máscaras todo mundo em pelo menos algum momento as usa, isto é im fato; São subterfúgios da mente humana. O que é problemático, é que hoje em dia, se cria, se aumenta, se inventa, se mistura o real com o imaginário; o ser está intrínseco ao atuar. Somos todos atores na vida, somos marionetes escravizados por este mecanismo que criamos e estamos a desenvolver no decorrer dos anos. o grande problema nisso tudo, é que a armadura vai ficando cada vez mais pesada e a muralha a demolir, cada vez mais alta, se tornando cada vez mais sólida e intransponível. Entretanto, a maior parcela de culpa nessa história é nossa... sim, não podemos querer que a culpa recaia sobre qualquer outra pessoa antes de assumirmos a nossa parcela nisto tudo;
Se somos coniventes com o sistema, se nos deixamos levar, inconsciente ou não, é indiferente na configuração do dano que isto causa. Se não enxergamos, e tão somente porque não é interessante pra nós, é porque é muito mais fácil e cômodo, pode apostar, acredite!
Uma vez em um texto eu escrevi uma frase que era mais ou menos assim: "De onde surgiram estas pessoas? Ou elas sempre estiveram ali?" Sim... as pessoas sempre estiveram ali, cada um preocupado com o próprio mundo, com as proprias particularidades e neuras. Em momentos assim, concluo que essa sórdida lucidez me transporta para momentos de realidade extrema, que me proporcionam enxergar mais do que 'o palmo distorcido do além do meu nariz' que habitualmente todos nós enxergamos...

terça-feira, 8 de junho de 2010

imaginAÇÃO


Tudo pode começar num simples olhar,
mas pode dar ideias
e criar fantásticos momentos na nossa imaginação,
mas
no final,
sempre sou eu que sofre
como conseqüência das ilusões
que eu mesmo construo...

apenas diferente...


Diálogo terapêutico:


- Talvez isso se explique porque eles mudaram.

- Sim, eu sei, é tudo muito cíclico.

- Eis uma palavra chave pra isso tudo: Cíclico! É a definição de muitas coisas que acontecem com você. A vida é cíclica e isso só para quando as pessoas morrem. Neste ponto que se pode identificar quem se destacou e em que pontos, caso contrário as coisas vão e vem, reiteradamente.

- Sim, eu sei disso, já debatemos esse ponto, vivo repetindo que a vida é essa grande roda, que sempre nos coloca diante das mesmas situações. Às vezes mudam uns personagens, o cenário entristece ou se alegra... tudo de acordo com o tempo e as situações...

- Isso mesmo. as pessoas não se tornam especiais pela maneira de agir, mas sim pela profundidade que passam por nossa vidas. Você divide sua vida com aquelas pessoas que têm afinidade, divide porque se identifica com elas, porque juntos são mais fortes. Sim, existe o lado positivo e o negativo, mas onde eles não existem?

- Justamente! Faz parte do pacote...


[...]


Resumindo: as pessoas mudam querendo ou não. Mudam. Os gostos, os rostos, as formas. Simplesmente mudam. Sem nenhuma explicação, sem nenhuma obrigação. Mudam porque cresceram, porque conheceram coisas novas, pessoas novas. As conversas mudam, os sorrisos mudam, os assuntos mudam. Difícil perceber e se acostumar que nada será como antes, e isso, de um jeito ou de outro, machuca. Machuca porque ambos mudaram, mas isso não significa que é definitivo, somente não está como antes, como o costumeiro e isso não quer dizer que é ruim, apenas diferente.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

compreensão;


A perfeição existe sim, a gente é que não sabe olhar direito, longe de mim querer ser perfeito, mas posso garantir que sempre me esforço pra dar o máximo de mim e, por ser fiel aos meus princípios, não me permito ser para o outo menos do que eu acho que ideal para mim. Isso gera situações impossíveis de entender ou responder. Como, as vezes, aquele vazio, aquela tristeza insuportável, que faz você querer ficar só, simplismente, aquela inexplicável. Quando essa nos bate, queremos apenas um abraço, um ombro amigo, e quando mais precisamos desse ombro amigo, mais eles te julgam, viram as costas para você, sem ao menos querer ou entender o porque da sua tristeza. Você, se acostuma a ficar só no seu momento difícil, e de tanto guardar, você sofre muito, mesmo colocando, uma mascara, que diz que "tá tudo bem", você sente aquela dor quase incontrolável. E por você não ter ninguém por perto para desabafar, pela incompreensão silenciosa, e pior, por já ter acostumado, você vai tentando levar a vida O MAIS NORMAL POSSÍVEL. Quando na verdade, você desejaria era gritar para o mundo, contar tudo que você esta passando, querendo um conselho, querendo COLO... Mas você vai preferindo ficar em seu quarto, trancado, , no seu canto preferido, seja chorando, ou desabafando para um papel. Você muda, você já não quer mais sair com os amigos, dos poucos que te suportam, ou daqueles que você ainda vê alguma graça, você já não quer ficar perto da sua família, você fica ainda mais distante e já não presta mais atenção no que os outros falam. A única coisa que você deseja é ficar só. Além de introspectivo, você fica irritado e egoísta, e eles apenas te julgam. Seria legal se houvesse compreensão antes da critica, Tornaria as coisas mais leves, mais calmas... Nestes momentos de tormenta, eu procuro tão somente por uma porta que me abra um tempo mais sereno.

espelhos d'agua


Seus olhos são espelhos d'agua
Brilhando você
Pra qualquer um

Humm

Por onde esse amor andava
Que não quis você
De jeito algum

Que vontade de ter você
Que vontade de perguntar
Se ainda é cedo

Humm

domingo, 6 de junho de 2010

meio fajuto meio autêntico



Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro antes, durante e depois de te encontrar. [...] Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência, pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua desajeitada e irrefletida permanência.
|Martha Medeiros|

sexta-feira, 4 de junho de 2010

searching



Outro dia, durante a maratoda de seriados, vi uma frase ótima. Nem lembro quem falou tampouco em qual seriado era, mas o diálogo o mocinho pergunta:

"- Você está fugindo de mim?" ~ Aí a mocinha vira pra ele rebate:

"-Por que, você tá me procurando?..."



quarta-feira, 2 de junho de 2010

preguicinha...


Tem dias que a gente não sabe muito bem por onde começar. O dia nasce, corre, mas você não acompanha. Em dias assim, eu tenho vontade de sentar numa cadeira de balanço e ficar só acompanhando a dança coreografada dos ponteiros no relógio. Está frio, nada muito bom aconteceu, mas nada muito ruim também. Zero a zero no placar das grandes emoções. [...] é assim, dá preguiça, uma vontade de ficar só assistindo o dia dos outros acontecer.